quarta-feira, dezembro 06, 2006

Protestos em São Martinho do Porto

A pequena vila de São Martinho tem andado bem agitada com as polémicas em torno da Junta de Freguesia e das obras de requalificação. Já dei a minha opinião sobre a intervenção junto à praia, não o fiz em relação à vila porque do que tinha visto no projecto não me agradava, mas enfim... O meu silêncio partiu da naturalidade com que as pessoas de São Martinho assistiram às a presentações públicas onde terão inclusivamente aplaudido! Ora esta é uma situação muito diferente da de Alcobaça onde foram apresentadas dúvidas na primeira sessão que nunca foram esclarecidas.
Para quem está de fora e viu o projecto cresceu o pressentimento que assim que as obras começassem iria estalar a polémica. Admito que não estou por dentro de todo o processo, por isso lanço uma interrogação: afinal onde estava os cidadãos e associações de defesa quando o projecto foi apresentado? Conheccendo o processo de Alcobaça porque não marcaram presença mais intensa? Evidentemente a Câmara não vai recuar e vai voltar a intervir de forma radical onde talvez nem fosse necessário. As prioridades da autarquia continuam a não responder aos principais problemas das localidades. Em São Martinho, para podermos falar de Requalificação, teríamos de ter um conjunto de obras estruturais de apoio à remodelação da marginal. Parques de estacionamento exterior com acessos à praia e circular de desvio do trânsito para libertar a marginal. Não foi feito... orgulhosamente gastamos 5 milhões de euros numa obra de estética. Terá a sua importância, mas é como tratar uma gripe forte com um Melhoral. A gripe passa, mas não pelo rápido efeito do comprimido.
Meus senhores e associações de defesa do património local todos sabemos que ter posições contrárias tem um custo e implica coragem, debate e a humildade de reconhecermos erros. Neste caso depois de uma batalha que será perdida também terão de reconhecer o vosso. De qualquer forma exponham os vossos argumentos e assumam a divergência porque é para isso que vivemos em Democracia.

2 comentários:

capeladodesterro disse...

Um aspecto importante... apenas acompanhei todo este processo por aquilo que veio na imprensa. Logo admito que existirão aspectos que desconheço. Fica a ressalva.

Jose Gonçalves disse...

Capela do Desterro

Como diz neste seu comentário, e muito bem, não acompanhou de perto todo o processo da apresentação do Projecto de Requalificação de São Martinho do Porto.
Muito provavelmente, virá por cá uma vez por outra, por isso acredito que este seu comentário se baseie nesse desconhecimento que tem dos factos.
Quero apenas dizer-lhe que, aquando da apresentação pública, na Vila de São Martinho do Porto, do Projecto de Requalificação da marginal e não só, muitas foram as vozes que se levantaram e muitos foram os problemas que ficaram sem resposta.
A oposição tem vindo a fazer, também ela, um trabalho notável de protesto e exigência de transparência na gestão dos bens públicos, factos que são do domínio público conhecidos.
Só que, o executivo camarário, por força do poder que tem e do qual faz uso, mostra-se normalmente autista, impondo a matemática da sua maioria nas decisões que vai tomando no Concelho.
No caso do Projecto de Requalificação da marginal de São Martinho do Porto, ele próprio tem sido frequentemente alterado, um pouco ao sabor dos problemas que se vão deparando enquanto as obras vão decorrendo, o que mostra que o estudo prévio feito, não o estaria assim tão bem elaborado.
Como diz, todos temos responsabilidade do que se vai passando por esta Vila, desde logo porque foi o resultado de uma votação que permitiu a quem tem a faculdade de decidir, estar no poder.
Parques de estacionamento, vias alternativas de circulação, saneamento básico e outros problemas foram levantados.
A todos eles a Câmara foi respondendo com promessas que não tem vindo a cumprir.
Relembro-lhe por exemplo, o já célebre e eterno episódio do Centro de Saúde de São Martinho do Porto, que tem conhecido avanços e recuos, promessas de construção e de colocação que até hoje apenas têm servido como arma de arremesso em campanhas eleitorais quer para a Junta de Freguesia, quer para a Câmara Municipal de Alcobaça.
Deixo-lhe aqui uma sugestão. No próximo dia 20 de Julho, pelas 21 horas terá lugar o primeiro encontro da Tertúlia de São Martinho que visa o encontro de amigos da Vila para conversarem sobre os problemas que a afectam, bem como aos que cá vivem e até aos que nos visitam ao longo do ano.
O tema deste primeiro encontro é:
Juventude que futuro em São Martinho do Porto.
Será bem vindo.
José Gonçalves